Irmao, eu tenho uma duvida. Voce afirmou que o Livro de Mormon foi traduzido somente uma vez, mas, eu andei pesquisando e muita gente afirma inclusive ex-mormons que o livro sofreu quase 2000 vezes traducoes. Sei que a internet inventa muita historia. Porem, tenho um amigo ex-mormon que afirmou isso também.

Também tenho lido o livro e fiquei ate assustado com a ideia que o homem pode algum dia ser um deus. Poderia me explicar esta passagem?

Deus abencoe voce.

Anónimo,



7 Responses to “Irmao, eu tenho uma duvida. Voce afirmou que o Livro de…”


El Santo Gringo
May 7, 2012

Olá amigo. Como outros têm explicado, não houve milhares de “traduções” do Livro de Mórmon. Na realidade, foram correções pequenas, geralmemte de gramática e ortografia, que têm pouco significado teológico. Como você pode imaginar, os anti-mórmons muitas vezes exageram e distorcem a realidade para melhor apoiar seu próprio preconceito.

Essa questão de “deuses” é mais complexa. O que é exatamente que os Mórmons acreditam? Acreditamos que, sob a influência e a tutela de Deus, após a morte alguns progredirão através da graça de Cristo para se tornar mais semelhantes ao Pai. No entanto, Ele sempre será o nosso Deus e nosso Pai, e sempre O adoraremos. Nunca seremos maiores que Deus. Esta doutrina, chamada de “exaltação” ou “teosis”, é muito importante no mormonismo, como era importante na antiga igreja que Cristo estabeleceu na sua época.

São muitas as escrituras da Bíblia que explicam teosis. No Velho Testamento, o salmista chama os filhos de Deus (todos nós) de “deuses”, embora ainda seremos sujeitos a Deus o Pai (“o Altíssimo”). Assim aprendemos que os homens podem progredir para tornar-se semelhantes a Deus, mas Deus o Pai será sempre o objeto de nossa adoração, pois Ele é o Altíssimo.

Salmos 82:6: “Eu disse: Vós sois Deuses, e filhos do Altíssimo, todos vós.”

Citando a escritura acima, Jesus Cristo confirmou que aqueles que seguem as palavras de Deus irão progredir para tornar-se mais como Ele é. No entanto, Cristo nunca ensinou que os homens poderiam tornar-se maiores que o iguais a Deus. Da mesma forma, os Mórmons acreditam no progresso eterno, mas rejeitam a idéia de que homens e mulheres podem algum dia exceder a glória de seu Pai.

João 10:34-35: “Tornou-lhes Jesus: Não está escrito na vossa lei: Eu disse: Vós sois Deuses? Se a lei chamou Deuses àqueles a quem a palavra de Deus foi dirigida (e a Escritura não pode ser anulada)…”

Cristo mandou que Seus seguidores fossem perfeitos, que se tornassem mais parecidos com o Pai Celestial. Mórmons levam a sério este mandamento; embora não pensemos que a perfeição é possível nesta vida, acreditamos que, sob a tutela de Deus, a progressão em direção à perfeição é possível na vida que vem.

Mateus 5:48: “Sede vós, pois, perfeitos, como é perfeito o vosso Pai celestial. ”

Cristo também ensinou através do apóstolo João que aqueles que se arrependem irão superar seus pecados através do sacrifício expiatório de Cristo e sentar-se-ão com Ele no Seu trono, sugerindo que depois da morte poderemos progredir para um estado de glória.

Apocalipse 3:19-21: “Eu repreendo e castigo a todos quantos amo: sê pois zeloso, e arrepende-te. Eis que estou ã porta e bato; se alguém ouvir a minha voz, e abrir a porta, entrarei em sua casa, e com ele cearei, e ele comigo. Ao que vencer, eu lhe concederei que se assente comigo no meu trono.”

O apóstolo Paulo ensinou que os justos são herdeiros de Deus, co-herdeiros de Cristo, e que eles serão glorificados com Ele. Ele ensinou que o Espírito Santo dá testemunho do fato, confirmando o papel do Espírito Santo como testificador da verdade.

Romanos 8:16-17: “O Espírito mesmo testifica com o nosso espírito que somos filhos de Deus; e, se filhos, também herdeiros, herdeiros de Deus e co-herdeiros de Cristo; se é certo que com ele padecemos, para que também com ele sejamos glorificados.”

O livro de Gálatas no Novo Testamento também ensina que os justos serão herdeiros de Deus através de Cristo.

Gálatas 4:1-7: “Ora, digo que por todo o tempo em que o herdeiro é menino, em nada difere de um servo, ainda que seja senhor de tudo; mas está debaixo de tutores e curadores até o tempo determinado pelo pai. Assim também nós, quando éramos meninos, estávamos reduzidos ã servidão debaixo dos rudimentos do mundo; mas, vindo a plenitude dos tempos, Deus enviou seu Filho, nascido de mulher, nascido debaixo de lei, para resgatar os que estavam debaixo de lei, a fim de recebermos a adoção de filhos. E, porque sois filhos, Deus enviou aos nossos corações o Espírito de seu Filho, que clama: Aba, Pai. Portanto já não és mais servo, mas filho; e se és filho, és também herdeiro por Deus.”

Paulo descreveu o processo de progressão eterna em 2 Coríntios: passo a passo, homens e mulheres podem progredir para uma glória maior.

2 Coríntios 3:18: “Mas todos nós, com rosto descoberto, refletindo como um espelho a glória do Senhor, somos transformados de glória em glória na mesma imagem, como pelo Espírito do Senhor.”

O apóstolo João ensinou da mesma forma que aqueles que seguem a Cristo (os “filhos de Deus”) tornar-se-ão algum dia mais como Ele é.

1 João 3:1-2: “Vede que grande amor nos tem concedido o Pai: que fôssemos chamados filhos de Deus; e nós o somos. Por isso o mundo não nos conhece; porque não conheceu a ele. Amados, agora somos filhos de Deus, e ainda não é manifesto o que havemos de ser. Mas sabemos que, quando ele se manifestar, seremos semelhantes a ele; porque assim como é, o veremos.”

Por que é, então, que mórmons em raras ocasiões usam a palavra “deuses”? É porque, muitas vezes sem saber, usamos a palavra “deus” assim como os antigos Israelitas usavam essa palavra. Na língua hebráica, a palavra “Elohim” significa “Deus”, mas ela tem outros significados também. Também pode significar “entidades com características divinas, anjos, etc.” Por exemplo, a palavra “Elohim” é usada em Salmos 82:6, citado acima. Então no Velho Testamento, a palavra “deuses” pode significar Deus (Jeová) ou pode significar outros seres sujeitos a Jeová. Já no Novo Testamento, que foi escrito principalmente em Grego, não há essa confusão, pois palavras diferentes são usadas para descrever Deus, anjos e os seres humanos que podem, através da graça de Cristo, ser “transformados de glória em glória na mesma imagem [de Cristo], como pelo Espírito do Senhor” (2 Coríntios 3:18).

Por motivos que não entendo, por muitos anos os mórmons escolheram usar a linguagem do Velho Testamento quando falam em teosis, e isso tem causado muita confusão. Creio eu que já estamos abandando essa linguagem confusa, preferindo frases como “tornar-se mas como Deus”. No entanto, de vez em quando ainda ouço o povo falar em “deuses”. Quando falam isso, geralmente querem dizer outras entidades–como anjos ou seres humanos transformados pelo Espírito do Senhor (2 Coríntios 3:18)–que podem até ter algumas características divinas, mas que são sempre sujeitos ao Altíssimo. Assim pode ver que, embora usemos linguagem confusa às vezes, o conceito mórmon dos céus é em muitos aspectos igual ao conceito de outros cristãos: nos céus há Deus o Altíssimo e também outros seres como anjos que fazem a Sua vontade.

Não é difícil entender por que muitas pessoas ficam confusas com essas idéias! :) Creio que há até muitos mórmons que não entendem tudo isso. Eu também tenho muito para aprender ainda.

Mariane
May 3, 2012

Sobre as alterações a propria igreja deu a resposta.

Ouvi dizer que foram feitas modificações no Livro de Mórmon depois da primeira edição. O que foi modificado e por quê?

A resposta a esta pergunta exige certo entendimento sobre o processo de tradução e publicação do Livro de Mórmon.

1. Ao traduzir as placas de ouro pelo poder de Deus, Joseph Smith ditou as palavras a um escrevente. Os escreventes cometeram alguns erros de ortografia e gramática ao anotarem as palavras. Em 1 Néfi 7:20, por exemplo, as palavras inglesas “were sorrowful” (ficaram pesarosos) foram transcritas como “ware sarraful. ” Os escreventes não eram iletrados, mas a ortografia ainda não tinha sido padronizada naquela época.

2. Em seguida, o manuscrito original da tradução foi copiado para preparar um novo manuscrito para a gráfica. Nessa fase, alguns erros ortográficos e gramaticais foram corrigidos e acrescentou-se a pontuação. Mas surgiram alguns novos erros, pois certas palavras foram copiadas equivocadamente.

3. O tipógrafo fez o melhor possível para preparar os tipos corretamente. No entanto, acabou por introduzir também alguns outros erros. Em Alma 57:25, por exemplo, ele leu mal a palavra “joy” (alegria) e escreveu “foes” (inimigos).

Sergio
May 2, 2012

Ola irmao anonimo, vi sua pergunta e gostaria de ajudalo a entender, mas saiba que sou um homem muito simples, nao sou um conhecedor profundo das escrituras mas sei de 2, bom, na verdade uma 2 vezes, salmos 82: 6. 7 e 8 e depois Jesus Cristo falando sobre ela ainda mais claramente, quanto a escritura que voce sitou de isaias, eu gosto muito dela pois ela nos mostra que há um só Deus para nós pois ele nos criou e é nosso pai e nosso Deus e nao houve nem haverá outro após ele ou seja ninguem o sucedera e ele nao sucedeu ninguem, devo ser cinsero ao dizer que algumas coisas nao seremos capazes de compreender pois somos muito limitados porque somos pequeninos diante dele, mas meu irmao continue estudando o Livro de Mórmon, faça isso com uma mente aberta e procure diligentemente o Senhor para que ele o mostre a veracidade dele pois como eu disse no inicio eu sou um homem de pouco estudo secular e simples e pecador, e ainda assim o Senhor poe em meu coração sentimentos tão maravilhosos quando estudo o Livro de Mórmon que eu não posso negar que o Senhor preperou ele para nossos dias.

Eu poderia mandar pra voce umas 5 contradições enormes que eu conheço e estao na Biblia e nem por isso ela deixaria de ser a palavra de Deus

Leia moroni 10:3 e 4 leia com atenção em todas as palavras

Um forte abraço meu irmão e tudo de bom pra voce sergio ramos

Valdaires Amaro
May 2, 2012

Esta afirmação de que o Livro de Mórmon teve 2000 traduções é algo meio que irracional, parece mais uma tentativa desesperada para fazer com que alguém deixe de lê-lo, e não venha a conhecer as verdades sobre o plano do progresso eterno preparado por Deus para todos os seus filhos, isso é tudo que o inimigo de Deus deseja, porque ele sabe que se a humanidade tiver conhecimento da plenitude do evangelho se libertará das mentiras que o afasta de seu Criador, ou esquece que só a verdade libertará o homem.

Excelente escritura você citou (Isaias 43:10), vamos tentar clarear o significado; simplesmente ela afirma que o Deus que habita nos céus sempre será o Todo Poderoso e o Salvador. A expressão “antes de mim e depois de mim” é nada mais que a confirmação que Ele é o Primeiro e o Último, ou seja, o Alfa e o Omega, a frase “eu sou o mesmo” é afirmando que o Salvador enviado no inicio “Jeová” e o Salvador enviado no final “Jesus Cristo” é a mesma pessoa, porque não existe outro Salvador a não ser esse “Jeová = Jesus Cristo”, assim afirma a escritura, observe que Ele diz que o servo que enviará como Salvador é Ele mesmo, e em Isaias 43:11, completa dizendo; “Eu, eu sou o Senhor, e fora de mim não há Salvador”.

Meu caro anônimo quero te dizer que você pensa muito pequeno se não acredita que o objetivo de estarmos vivendo na terra não seja o de nosso tornarmos como o nosso Criador. Se a terra foi criada para o progresso dos filhos de Deus, então qual seria objetivo final a ser atingido a não ser o de nos tornarmos como Ele é? Essa coisa não tem muito mistério porque podemos ver isso ainda na mortalidade, ou seja, todo pai um dia foi um filho, e todo filho um dia se tornará em um pai. Enquanto estivermos na terra temos a condição de nos qualificarmos como filhos de Deus e se formos reconhecidos como tal ao final seremos recompensados por nossos esforços.

A escritura de D&C 132:19-20 que você citou não contradiz a Bíblia, é o contrario do que você pensa, pois essa escritura ratifica o que a Bíblia ensina; pois está escrito que o homem deve unir-se a sua mulher e ambos serão uma só carne e que aquele que Deus uniu o homem não deve separar (Mateus 19:5-6), agora se uma união quando é realizada por Deus, isto é, através de seus servos autorizados deve permanecer para sempre, porque querer diminuir o que pode advir de uma união eterna entre homem e mulher. Se Deus quer que o homem com sua esposa permaneçam juntos por toda eternidade é porque deve ter algo específico que só pode ser realizado por casais, ou seja, família. Eu não tenho duvida das doutrinas que o profeta Josph Smith restaurou, para mim bastou saber que o Livro de Mórmon é verdadeiro para eu acreditar em tudo o que ele falou como doutrina oficial, pois se o livro é verdadeiro não resta mais duvida aquele que recebeu o livro também é verdadeiro, e fica patenteado que verdadeiramente ele foi o escolhido para da inicio a restauração do evangelho, coisa extremamente necessária antes do retorno de Jesus Cristo (Atos 3:19-21).

As experiências vividas pelo homem na terra é o fator que vai qualificá-lo para ser co-herdeiros com Cristo da herança de Deus, mas são as experiências vividas no lar que vai qualificar os possíveis merecedores da exaltação. É no laço matrimonial onde os homens vive as maiores experiências, pois é quando somos casados que desenvolvemos as condições finais exigidas para a nossa exaltação, e é lógico porque apenas quem é casado sabe o que é ser pai e sente na pele o peso da responsabilidade de conduzir uma família, agora, se vivo a experiência de um criador, então em que serei transformado quando ultrapassar as portas da cidade santa? Eu não tenho duvida e espero ter tirado a sua.

O inimigo quer afastar as pessoas de Deus e ele fará até o impossível para atingir o objetivo, então te recomendo que mantenha sua fé em Cristo e se batize na igreja D’Ele.

Desculpa pela resposta muito longa.

Italo Emanuell Furtado Carneiro
April 30, 2012

Olá Anônimo. Críticos da Igreja (inclusive anti-mórmons) têm acusado o Livro de Mórmon como uma fraude por causa dos “milhares de mudanças” que nele têm sido feitas ao longo dos anos, dando a falsa alegação que Joseph Smith é um falso profeta e que a Igreja está tentando abafar algum desacordo com o seu trabalho.

Certamente existiram muitas pequenas mudanças no texto, assim como têm existido no texto da versão do Rei Tiago (assim como outras traduções) ao longo dos anos. Estas mudanças têm sido menores, usualmente triviais, primariamente tratando com pontuação, correção de erros tipográficos e modificação de gramática não padrão a fim de esclarecimento

No começo do século 18 a gramática e ortografia ainda não eram padronizadas (nos USA). Joseph ditou a tradução para escribas que soletraram muitas palavras de maneira que não seriam padrões hoje. Centenas de variações de ortografia tiveram de ser corrigidas na primeira edição e em edições subsequentes do texto impresso.

Muitas Bíblias estão sempre sendo constantemente precisando ser atualizadas para melhor se harmonizarem ao seu manuscrito original e inclusive a sua interpretação (embora não tenha os originais), de forma semelhante é o Livro de Mórmon e a pergunta é: Isso é culpa de Deus? Não, mas sim dos copistas, tradutores e impressões e isso não é desculpa para rejeitarmos a Bíblia e nem tampouco o Livro de Mórmon. A igreja não se baseia nos erros dos homens, mas em revelação divina que guiada pelo Espírito Santo nos mostra os erros produzidos pelas mãos dos homens. É como fala na Capa de rosto do Livro de Mórmon: “E agora, se há falhas, são erros dos homens; não condeneis portanto as coisas de Deus, para que sejais declarados sem mancha no tribunal de Cristo.”

Fabio
April 30, 2012

Olá, sobre o Livro de Mórmon, o que aconteceu foram correções, inclusive nas páginas de introdução e índice isso é esclarecido. Enquanto o Livro de Mórmon estava sendo traduzido, Joseph Smith o ditava para Oliver Cowdery escrever. E acontecia dele derramar alguns pontos de tinta da pena em cima do papel, e confundir umas palavras, por exemplo: “Sword” (espada), virar “Word” palavra. São coisas que não alteram a doutrina.

Mais um exemplo de correção é o da “Nova Correção Ortográfica Brasileira”,

Onde as palavras foram corrigidas de acordo com a regra de acentuação. Isso também existe na Língua Inglesa. Por exemplo, antigamente a palavra “Ônibus”, em Inglês, era “Omnibus” e agora é “Bus”.

Quanto aos versículos que você disse, em Salmos 82:6 está escrito: “Vós sois Deuses, e todos vós filhos do Altíssimo.” Isso também é uma coisa que Jesus Cristo relembrou o povo, na época em que Ele estava aqui na Terra, e se enfureceream com Ele por não compreenderem.

A palavra Jeová, na Bíblia, foi substituída por SENHOR, e com isso, algumas crenças foram confundidas, por exemplo: Deus o Pai, Deus o Filho e Deus o Espírito Santo, são um Deus, em propósito, mas em corpo são três. Cristo também disse para sermos um Nele, assim como Ele é um no Pai.

Isso significa que para sermos co-herdeiros com Jesus Cristo, precisamos ser como Ele é.

O Pai Celestial sempre será nosso Deus Eterno, maior que tudo e nada pode mudar isso, e a vontade Dele é que tenhamos o que Ele têm. (Mateus 5:48).

Douglas Delabrida
May 1, 2012

Olá Irmão, Sinceramente Obrigado por fazer sua pergunta aqui eu Orei antes para ter inspiração para que o Espirito Santo me Oriente a responder sua Pergunta de uma forma simples e clara.

O Livro de Mórmon foi traduzido apenas uma vez para o Inglês e depois houve pequenas alterações como citam aqui no site e depois para diversos idiomas, eu tinha um Livro de Mórmon muito antigo é serio muito antigo mesmo e que eu saiba muda poucas coisas. Cuidado com sites Anti-Mórmons, Jesus Cristo foi perseguido não seria diferente com a sua igreja.

Leave a Comment





 
(Seu e-mail nunca será publicado)


letras restando