O Sexo Mórmon

por Miguel Leal -

“Os profetas têm ensinando que a intimidade física pode fortalecer o laço de amor que existe no casamento, aumentando e reforçando a união marital. De fato, é o dom de Deus para os casados” (Ensign, Agosto 1979, pg. 23-24).

Introdução

Os que me conhecem pessoalmente ficariam supressos se soubessem que pessoas que nem conheço frequentemente me perguntam sobre o sexo. Sou uma pessoa reservada e não sei tanto sobre relacionamentos além daquilo que de vez em quando leio em blogs mórmons.

No entanto, através de meu website frequentemente recebo perguntas sobre o sexo, perguntas que geralmente deixo passar em branco. Tenho recebido um bom número de perguntas destas recentemente, então decidi escrever “o manual definitivo sobre o sexo mórmon”, escrito de uma perspectiva não oficial por alguém que não sabe do que fala. A minha ignorância nunca me impediu de escrever sobre outros assuntos, então suponho que não vai me impedir agora. 🙂

Ensinamentos Mórmons sobre o Sexo

Mórmons acreditam que o sexo é sagrado. Não é sujo ou vergonhoso. No entanto, fora do casamento devemos evitar a intimidade sexual. Sexo é uma expressão sagrada de amor, não “uma diversão”. É um símbolo de um laço sagrado, o laço marital, um laço que vai muito além de simples romance. Usar este símbolo sagrado em outro contexto é zombá-lo. É como encher o bolso do pão sacramental para que possa comê-lo como lanche gostoso na segunda-feira. Claro que o arrependimento é sempre possível, mais é muito melhor psicológica e espiritualmente evitar o sexo fora do casamento em primeiro lugar.

Dentro de um casamento, na outra mão, o sexo é incentivado. Uma publicação da igreja (“Para o Vigor da Juventude”) até ensina que “a intimidade física entre marido e mulher é bela”. Se eu me lembro bem, uma pesquisa recente sugeriu que Provo, Utah é a cidade mais sexualmente ativa nos Estados Unidos. No início, não acreditei nesta pesquisa; 88% dos Provoanos são mórmons. Então percebi que a pesquisa incluiu o sexo entre pessoas casadas! Obviamente o estereótipo que Mórmons são sexualmente reprimidos não é correto!

A intimidade sexual é uma forma sagrada de comunicação entre duas pessoas. “Entre duas pessoas” quer dizer que ambos participantes são ativamente envolvidos em cultivar a sua vida íntima; uma não é passiva, mesmo se aceita passivamente, porque a importância do sexo vai muito além de procriação. A intimidade é para fortalecer o laço entre homem e mulher. “Para o Vigor da Juventude” providencia o seguinte conselho: “[A intimidade física] é ordenada por Deus para a criação de filhos e para a expressão do amor conjugal”.

Assim como tomamos o sacramento regularmente para lembrar de nossos convênios batismais, o sexo pode ser considerado um ritual particular para renovar o convênio marital. De repente é por isso que Deus incentiva a intimidade sexual dentro de um casamento:

“Então Deus os abençoou e lhes disse: Frutificai e multiplicai-vos; enchei a terra…” (Gênesis 1:28).

“O marido pague a mulher o que lhe é devido, e do mesmo modo a mulher ao marido. A mulher não tem autoridade sobre o seu próprio corpo, mas sim o marido; e também da mesma sorte o marido não tem autoridade sobre o seu próprio corpo, mas sim a mulher” (1 Coríntios 7:3-4).

“Homens e mulheres… São autorizados, de fato são mandados, a praticar o sexo quando são devidamente casados para o tempo e para eternidade” (Spencer W. Kimball).

Quais Práticas Sexuais são Permitidas dentro de um Casamento?

Pelo que tenho lido, no passado a Igreja procurava regular as práticas sexuais de seus membros casados. No entanto, nas décadas recentes a Igreja SUD tem deixado as decisões particulares sobre quais atos específicos são aceitáveis nas mãos dos próprios casais. Em 1982, por exemplo, uma carta foi mandada da sede da igreja ensinando os líderes das alas e estacas que devem “evitar perguntar sobre as práticas íntimas de casais”.

poligamia não são aceitáveisdanificam os seus casamentos

visitam sites pornográficos

2 a 3 vezes por semana em média

esposa que queria que seu marido fosse mais sexualsente saudade de sua esposa

menopausaantidepressivos

abusados sexualmente quando criançasuma em cada seis mulheres

a pornografiamesmo quando o cônjuge infiel já arrependeu-se

realmente patológico

negligenciando as necessidades sexuais e emocionaisuma mensagem de uma esposa numa situação parecida

tão ocupada com passatempos ou tarefas

o uso de pornografia

um email que recentemente recebi de um irmão da igreja

3 Responses to “O Sexo Mórmon”


Leave a Comment


letras restando



 
(Seu e-mail nunca será publicado)